segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Aniversário!!!!!!!

        Como deixar uma data TÃÃO importante como essa passar sem nem um post sequer?? Minha querida co-autora fez 17 aninhos!!

       Obrigada  pelos quase 4 anos de amizade, pelos muitos momentos que passamos juntas, pela compreensão quando precisei, pela paciência quando não mereci, pelas risadas causadas por piadas podres, pelos conselhos por mais difícil que fosse, pelo ombro amigo quando chorei, pelas operações cupido (por mais que todas elas tenham fracassado xD), pelos novos amigos, por me ensinar a ser mais sociável,  pelos olhares de cumplicidade, pelas horas que passamos imaginando e devaneando sobre planos futuros,  pelos abraços unilaterais, por acreditar em mim.
        O que desejar a uma amiga amada como uma irmã? Nada mais que toda a felicidade do mundo, que você consiga realizar tudo o que está em seu coração e no dEle. Bjuss!!

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

100 Coisas que farei quando me tornar Senhor do Mal- IV

61. Se meus conselheiros perguntarem “Por que está arriscando tudo nesse plano louco?” Não irei prosseguir até ter uma resposta que os satisfaça.

62. Irei projetar os corredores de minha fortaleza para que não haja alcovas ou suportes estruturais protuberantes que possam ser usados como abrigo por intrusos durante um tiroteio.

63. Lixo será eliminado em incineradores, não compactadores. E eles serão mantidos acesos, sem aquele nonsense de chamas que se ativam através de túneis de acesso, em intervalos previsíveis.

64. Irei me consultar com um psiquiatra e me curar de todas as estranhas fobias e bizarros hábitos compulsivos que possam se mostrar uma desvantagem.

65. Se for obrigatório que existam terminais de computador de acesso público, os mapas que mostram meu complexo terão uma sala claramente marcada como Sala de Controle Central. Essa sala será a Câmara de Execução. A sala de controle central de verdade estará indicada como Câmara de Contenção de Transbordamento do Esgoto.

66. Meu teclado de segurança na verdade será um scanner de impressões digitais. Qualquer um que observe um usuário digitar seu código e consequentemente tente digitar a mesma sequência irá ativar o alarme central.

67. Não importa quantos curtos circuitos há no sistema, meus guardas serão instruídos a tratar cada câmera de segurança com defeito como caso de emergência total.

68. Pouparei a vida de alguém que tenha me salvado no passado. Isso só é razoável se estimular outros a fazê lo. Entretanto a oferta só é válida uma única vez. Se querem que os poupe novamente, é melhor que salvem minha vida mais uma vez.

69. Todas as parteiras serão banidas de meu reino. Os bebês nascerão em hospital supervisionados pelo Estado. Órfãos serão colocados em lares adotivos, não abandonados na floresta para serem criados por criaturas selvagens.

70. Quando meus guardas se separarem para procura por intrusos, eles sempre andarão em grupos de pelo menos dois. Serão treinados para que se um desaparecer misteriosamente no meio da patrulha, o outro iniciará imediatamente um alerta e chamará por reforços, ao invés de ficar procurando o colega pelas esquinas.

71. Se eu decidir testar a lealdade de um assistente, para descobrir se ele pode ser promovido a homem de confiança, terei um grupo de atiradores de elite por perto, caso a resposta seja não.

72. Se todos os heróis estão ao lado de um mecanismo esquisito e me desafiando, usarei uma arma convencional, ao invés de disparar minha super arma invencível contra eles.

73. Não concordarei em deixar os heróis partirem livres, se vencerem uma competição, mesmo que meus conselheiros digam que está tudo arranjado e que é impossível para eles ganhar.

74. Quando criar uma apresentação multimídia de meu plano, feita para que meu conselheiro de cinco anos de idade possa facilmente entender os detalhes, não irei chamar o disco de “Projeto Overlord” e deixá lo solto em minha mesa.

75. Irei instruir minhas Legiões do Terror para atacar o herói em massa, ao invés de ficarem em volta dele esperando enquanto um ou dois atacam de cada vez.

76. Se o herói correr para meu telhado, não irei atrás dele em uma tentativa de atirá lo do alto. Também não lutarei com ele na beira de um despenhadeiro. (No meio de uma ponte de cordas sobre um rio de lava derretida não vale nem a pena considerar.)

77. Se tiver um surto de insanidade e decidir oferecer ao herói a chance de rejeitar um emprego como meu Braço Direito, irei reter sanidade o suficiente para esperar que meu atual Braço Direito saia da sala antes de fazer a oferta.

78. Não direi para minhas Legiões do Terror “E ele deve ser trazido vivo!”. A ordem será: “E tentem trazê lo vivo se for razoavelmente viável”.

79. Se acontecer de minha máquina do Juízo Final possuir um botão de reversão, assim que tiver sido usada irei derretê la e cunhar uma edição especial limitada de moedas comemorativas.

80. Se minhas tropas mais fracas falharem na tentativa de eliminar o heróis, mandarei minhas melhores tropas, ao invés de perder tempo mandando tropas progressivamente mais fortes, a medida em que ele se aproxima de minha fortaleza.

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Amizade

Bons Amigos

Abençoados os que possuem amigos, os que os têm sem pedir.
Porque amigo não se pede, não se compra, nem se vende.
Amigo a gente sente!

Benditos os que sofrem por amigos, os que falam com o olhar.
Porque amigo não se cala, não questiona nem se rende.
Amigo a gente entende!

Benditos os que guardam amigos, os que entregam o ombro pra chorar.
Porque amigo sofre e chora.
Amigo não tem hora pra consolar!

Benditos sejam os amigos que acreditam na tua verdade ou te apontam a realidade.
Porque amigo é a direção.
Amigo é a base quando falta o chão!

Benditos sejam todos os amigos de raízes, verdadeiros.
Porque amigos são herdeiros da real sagacidade.
Ter amigos é a melhor cumplicidade!

Há pessoas que choram por saber que as rosas tem espinho,
Há pessoas que sorriem por saber que os espinhos têm rosas!

(Machado de Assis)

Dedicado à grande amiga Ana!

100 Coisas que farei quando me tornar senhor do mal - III

41. Assim que meu poder estiver estabelecido, irei destruir todos aqueles inconvenientes dispositivos de viagem no tempo.

42. Quando capturar o herói, terei certeza de também capturar seu cachorro, macaco, furão ou qualquer outro bichinho bonitinho de dar nojo, capaz de desamarrar cordas e roubar chaves, que por acaso ele tenha como mascote.

43. Irei manter uma saudável dose de ceticismo quando capturar a linda rebelde e ela disser que está atraída por meu poder e boa aparência, e alegremente trairá seus companheiros se eu deixá-la tomar parte em meus planos.

44. Só irei contratar caçadores de recompensa que trabalhem por dinheiro. Aqueles que trabalham por prazer tendem a fazer coisas tolas como equilibrar as chances, para dar ao outro cara uma disputa justa.

45. Terei um claro entendimento sobre quem é responsável pelo quê em minha organização. Por exemplo, se meu general fracassou, não irei sacar minha arma, apontar para ele, dizer ‘e este é o preço do fracasso’ então subitamente apontar e matar um subalterno qualquer.

46. Quando um conselheiro disser “Meu Lorde, ele é somente um homem. O que apenas um homem pode fazer?” Eu responderei: “Isso!” e matarei o conselheiro.

47. Se descobrir que algum fedelho começou uma cruzada para me destruir, irei chaciná lo enquanto ele ainda é um fedelho, ao invés de esperar que cresça e se torne um adulto.

48. Tratarei qualquer monstro que eu venha a controlar através de mágica ou tecnologia com respeito e ternura. Assim, se perder o controle sobre ele, não virá imediatamente atrás de mim por vingança.

49. Se descobrir a localização aproximada do único artefato que pode me destruir, não irei mandar todas as minhas tropas para recuperá-lo. Ao contrário, mandarei as tropas atrás de alguma outra coisa, e discretamente colocarei um anúncio de ‘procura-se, gratifica-se bem’, em um jornal local.

50. Meus computadores principais terão seu próprio sistema operacional, que será totalmente incompatível com IBM PCs ou Macs.

51. Se um dos guardas de minha masmorra começar a esboçar preocupação com as condições na cela da linda princesa, ele será imediatamente transferido para uma função com menos envolvimento com pessoas.

52. Irei contratar um time de arquitetos e pesquisadores de alto nível para examinar meu castelo e me informar de quaisquer passagens secretas e túneis abandonados que eu não tenha conhecimento.

53. Se a linda princesa que capturei disser “Nunca irei me casar com você! Nunca! Está ouvindo? Nunca!” eu direi: “Tudo bem.” E a executarei.

54. Não farei uma barganha com uma criatura demoníaca e depois tentarei desfazê la apenas porque me senti com vontade.

55. Os mutantes deformados e malucos psicóticos terão seu lugar em minhas Legiões do Terror. Entretanto antes de mandá-los em uma importante missão secreta que demande tato e sutileza, verificarei se há alguém mais igualmente qualificado e que atraia menos atenção.

56. Minhas Legiões do Terror serão treinadas em tiro básico. Qualquer um que não consiga aprender a acertar algo do tamanho de um homem a 10 metros de distância, será usado como alvo.

57. Antes de utilizar qualquer tipo de artefato ou máquina capturada, irei ler cuidadosamente o manual de instruções.

58. Se for necessário fugir, não irei parar para fazer uma pose dramática e dizer uma frase profunda.

59. Nunca irei construir um computador inteligente que seja mais esperto do que eu.

60. Pedirei a meu conselheiro de cinco anos de idade que tente decifrar qualquer código que eu estiver pensando em adotar. Se ele o decifrar em menos de 30 segundos, não será usado. Nota: Isso também se aplica a passwords.

terça-feira, 9 de agosto de 2011

Carta Aleatória

             Você me faz tanta falta. Eu não sei como uma pessoa que desconheço pode despertar tanta saudade. Não quem é você, mas meu pensamento está sempre contigo. Meus desejos são os seus, minha felicidade é sua, meu coração é seu.Às vezes, sinto uma vontade de sair correndo e ir ao seu encontro, de conversar com você, olhar nos seus olhos cuja cor eu não sei, segurar sua mão, sentir seu cheiro, de dizer "Eu te amo!", de entregar essa carta. Sinto falta de ter em você um refúgio.
             Gostaria que você se apresentasse logo a mim e que me desse uma direção. Uma direção para os meus pensamentos, meus planos e meus sonhos. Queria que você me despertasse dessas utopias que passo dias construindo para ser minha utopia real.Faça um favor ao meu coração, deixe-me conhecê-lo. Torne meu país das maravilhas palpável. Mas não destrua completamente essa imagem virtual criada pelo espelho que é a minha mente.
             Torne-se minha história.

quarta-feira, 27 de julho de 2011

100 Coisas que farei quando me tornar Senhor do Mal - II

21. Irei contratar um estilista talentoso para criar uniformes originais para minhas Legiões do Terror, ao contrário de certos modelos baratos que os fazem parecer tropas nazistas, legiões romanas ou hordas de selvagens mongóis. Todos foram eventualmente derrotados e quero que minhas tropas tenham uma inspiração moral mais positiva.

22. Não importa o quão tentador seja a perspectiva de poder ilimitado, não irei absorver qualquer campo de energia maior que minha cabeça.

23. Irei manter um estoque especial de armas de baixa tecnologia e treinar minhas tropas em seu uso. Assim, mesmo que os heróis consigam destruir meu gerador de energia e/ou desativar as armas de energia padrão, minhas tropas não serão sobrepujadas por um bando de selvagens armados com lanças e pedras.

24. Irei manter uma estimativa realista de minhas forças e fraquezas. Mesmo que isso tire parte da diversão do trabalho, pelo menos nunca irei dizer a frase ‘Não, não pode ser! EU SOU INVENCÍVEL!!!” (após a qual, normalmente a morte é instantânea.)

25. Não importa o quão bem funcione. Jamais irei construir qualquer tipo de equipamento que seja completamente indestrutível exceto por um pequeno e virtualmente inacessível ponto vulnerável.

26. Não importa o quão atraentes certos membros da rebelião podem ser. Provavelmente em algum lugar há alguém igualmente atraente que não está tentando desesperadamente me matar. Assim, pensarei duas vezes antes de ordenar que uma prisioneira seja levada a meus aposentos.

27. Nunca construirei uma única unidade de nada importante. Todos os sistemas essenciais terão painéis de controles e fontes de força redundantes. Pela mesma razão, sempre carregarei pelos menos duas armas carregadas, todo o tempo.

28. Meu monstro de estimação será mantido em uma jaula bem segura, da qual ele não poderá escapar e na qual não poderei cair por acidente.

29. Irei me vestir com cores claras e alegres, isso deixará meus inimigos confusos.

30. Todos os magos incompetentes, escudeiros, bardos sem talento e ladrões covardes em meu Reino serão executados. Meus inimigos certamente desistirão e abandonarão sua cruzada se não tiverem um parceiro cômico ao lado.

31. Todas as camponesas ingênuas e peitudas que servem bebidas em tabernas serão trocadas por garçonetes experientes e profissionais, que não irão dar apoio ao herói ou servir de par romântico para seu ajudante.

32. Não terei um ataque de fúria e matarei o mensageiro que me trouxe más notícias só para mostrar o quão mal realmente sou. Bons mensageiros são difíceis de achar.

33. Não exigirei que as mulheres em postos de comando em minha organização usem tops de aço inoxidável. A moral da tropa fica bem melhor com um código de vestimenta mais casual. Ao mesmo tempo, roupas feitas inteiramente de couro serão reservadas para ocasiões formais.

34. Nunca vou me transformar em uma cobra. Isso nunca funciona.

35. Não irei deixar crescer um cavanhaque. Nos velhos tempos fazia com que você parecesse diabólico, hoje o torna um membro frustrado da Geração X.

36. Não irei prender membros do mesmo grupo no mesmo bloco da masmorra. Muito menos na mesma cela. Se são prisioneiros importantes, irei manter a única chave da cela comigo, ao invés de deixar uma cópia com cada guarda do destacamento da prisão.

37. Quando meu tenente de confiança disser que minhas legiões do Terror estão perdendo uma batalha, eu acreditarei nele. Afinal, ele é meu tenente de confiança.

38. Se um inimigo que acabei de matar tem irmãos ou filhos em algum lugar, irei encontrá los e executá los imediatamente, ao invés de esperar que cresçam nutrindo sentimentos de vingança contra mim.

39. Se eu não tiver escapatória a não ser me envolver em uma batalha, certamente não liderarei na frente de minhas Legiões do Terror, nem irei procurar o líder adversário entre o exército inimigo.

40. Não irei ser cavalheiresco ou bom esportista. Se possuir uma super arma contra a qual não há defesa, a usarei assim que for possível, ao invés de mantê-la guardada.

segunda-feira, 25 de julho de 2011

100 Coisas que farei quando me tornar Senhor do Mal

        Essa é uma lista muito útil para você que pretende dominar o mundo malignamente. Aos poucos postarei as 100 coisas para que esse post não fique gigante e cansativo. Ela não é de minha autoria, recebi por email.

1. Minhas Legiões do Terror terão capacetes com visores de acrílico, e não placas tampando o campo de visão.

2. Meus dutos de ventilação serão pequenos demais para alguém rastejar por eles.

3. Meu nobre meio irmão, do qual usurpei o trono, será morto, não mantido anônimo em uma cela esquecida em minha masmorra.

4. Fuzilamento não é bom demais para meus inimigos.

5. O Artefato que é a fonte de meu poder não será mantido na Montanha do Desespero, além do Rio de Fogo guardado pelos Dragões da Eternidade. Será mantido em uma caixa forte convencional. Isso também se aplica ao objeto que é minha única fraqueza.

6. Não irei me gabar da situação de meus inimigos antes de matá los.

7. Depois de raptar a linda princesa, iremos nos casar imediatamente em uma discreta cerimônia civil, não um espetáculo de três semanas de duração durante as quais a fase final de meu plano será implementado.

8. Não incluirei um mecanismo de autodestruição a não ser que seja absolutamente necessário. Se o for, não será um grande botão vermelho escrito “Perigo, não aperte”. O grande botão vermelho “Não Aperte” irá disparar uma saraivada de balas em qualquer um estúpido o bastante para apertá lo. Ao mesmo tempo, botões “LIGA/DESLIGA” não serão claramente indicados em meus painéis.

9. Não levarei meus inimigos para interrogatório no centro de meu castelo. Um pequeno hotel, na periferia de meu Reino servirá perfeitamente.

10. Serei seguro de minha superioridade. Assim, não sentirei necessidade de prová la, deixando pistas na forma de charadas ou permitindo que meus inimigos mais fracos permaneçam vivos, para mostrar que não representam ameaça para mim.

11. Um de meus conselheiros será uma criança de cinco anos. Qualquer falha em meus planos que ela seja capaz de detectar será corrigida antes da implementação.

12. Todos os inimigos mortos serão cremados. Os corpos levarão repetidos tiros de munição de grosso calibre. Ninguém será deixado para morrer no fundo de um penhasco. O anúncio de suas mortes, bem como a respectiva celebração do evento, serão adiados até depois dos procedimentos acima mencionados.

13. O herói não terá direito a um último beijo, último cigarro ou qualquer tipo de último pedido.

14. Nunca usarei nenhum dispositivo com um contador digital. Se achar que tal dispositivo é essencial, o marcarei para ativação quando o contador chegar em 117 e o herói estiver começando a pensar em um plano para desativá-lo.

15. Nunca usarei a frase “Antes de matá lo, há uma coisa que desejo saber”.

16. Quando empregar pessoas como conselheiros, ocasionalmente irei escutar seus conselhos.

17. Se um jovem e atraente casal entra em meu Reino, irei monitorar cuidadosamente suas atividades. Se descobrir que são felizes e apaixonados, os ignorarei. Entretanto, se as circunstâncias os forçaram a ficar juntos, contra sua vontade, e se passam todo o tempo implicando e criticando um ao outro exceto em ocasiões quando estão salvando a vida um do outro, momento em que há toques de tensão sexual no ar, ordenarei imediatamente sua execução.

18. Não irei ter um filho. Apesar de suas risíveis e mal planejadas tentativas de usurpar meu podem sempre falharem, isso pode se tornar uma distração fatal em um período crucial.

19. Não terei uma filha. Ela iria ser tão bonita quanto má, mas uma simples olhada para a expressão no rosto do herói e ela irá trair o próprio pai.

20. Apesar de ser uma forma comprovada de aliviar o stress, não irei soltar risadas maníacas. Com essas risadas, quando ocupado, é muito fácil deixar de perceber pequenas nuances e acontecimentos que um indivíduo mais atento pode identificar e responder a altura.

sábado, 9 de julho de 2011

segunda-feira, 4 de julho de 2011

Trabalho de Literatura

video
         Nossa professora nos deu a missão de "musicarmos" dois poemas do Modernismo e fazermos um videoclipe dos mesmos. O meu grupo, a propósito Carol participou também, fez sobre o poema "As meninas" de Cecília Meireles. Hanna me ajudou a cantar. :D Mais algumas fotos feitas para o trabalho:



sexta-feira, 17 de junho de 2011

Correio do Amor

       A união permanece até mesmo nas preparações para a festa junina. Incubidos de recortar os corações para o Correio do Amor, meus colegas de classe se reuniram e cortaram 3 cartolinas cheias de corações. Foi tão tocante o companheirismo deles que resolvi tirar fotos. Infelizmente, não consegui tirar fotos de todos que estavam cortando e a qualidade das mesmas está horrível devido ao fato de só contar com a câmera VGA do meu celular (novidade!!).


domingo, 12 de junho de 2011

Dia dos namorados s2





                   "I want say: may you never steal, lie or cheat. But if you must steal, then steal away my sorrows; and if you must lie, lie with me all the nights of my life; and if you must cheat, then please cheat death, because I couldn't live a day without you."

Leap Year- Casa comigo?

quarta-feira, 1 de junho de 2011

Saudade

Ao ver uma bela citação de Clarice Lispector, inspirei-me no tema "saudade" e busquei outros dois belos textos que remetem a este sentimento.

Eis a citação:

"Saudade é um pouco como fome. Só passa quando se come a presença. Mas às vezes a saudade é tão profunda que a presença é pouco: quer-se absorver a outra pessoa toda. Essa vontade de um ser o outro para uma unificação inteira é um dos sentimentos mais urgentes que se tem na vida."

(Clarice Lispector)
Texto 1:

Saudades Sinto saudades de tudo que marcou a minha vida. Quando vejo retratos, quando sinto cheiros, quando escuto uma voz, quando me lembro do passado, eu sinto saudades...
Sinto saudades de amigos que nunca mais vi, de pessoas com quem não mais falei ou cruzei...
Sinto saudades da minha infância, do meu primeiro amor, do meu segundo, do terceiro, do penúltimo e daqueles que ainda vou ter, se Deus quiser...
Sinto saudades do presente, que não aproveitei de todo, lembrando do passado e apostando no futuro...
Sinto saudades do futuro, que se idealizado, provavelmente não será do jeito que eu penso que vai ser...
Sinto saudades de quem me deixou e de quem eu deixei! De quem disse que viria e nem apareceu; de quem apareceu correndo, sem me conhecer direito, de quem nunca vou ter a oportunidade de conhecer.
Sinto saudades dos que se foram e de quem não me despedi direito!
Daqueles que não tiveram como me dizer adeus; de gente que passou na calçada contrária da minha vida e que só enxerguei de vislumbre!
Sinto saudades de coisas que tive e de outras que não tive mas quis muito ter!
Sinto saudades de coisas que nem sei se existiram.
Sinto saudades de coisas sérias, de coisas hilariantes, de casos, de experiências...
Sinto saudades do cachorrinho que eu tive um dia e que me amava fielmente, como só os cães são capazes de fazer!
Sinto saudades dos livros que li e que me fizeram viajar!
Sinto saudades dos discos que ouvi e que me fizeram sonhar, Sinto saudades das coisas que vivi e das que deixei passar, sem curtir na totalidade.
Quantas vezes tenho vontade de encontrar não sei o que... não sei onde... para resgatar alguma coisa que nem sei o que é e nem onde perdi...
Vejo o mundo girando e penso que poderia estar sentindo saudades Em japonês, em russo, em italiano, em inglês... mas que minha saudade, por eu ter nascido no Brasil, só fala português, embora, lá no fundo, possa ser poliglota.
Aliás, dizem que costuma-se usar sempre a língua pátria, espontaneamente quando estamos desesperados... para contar dinheiro... fazer amor... declarar sentimentos fortes... seja lá em que lugar do mundo estejamos.
Eu acredito que um simples "I miss you" ou seja lá como possamos traduzir saudade em outra língua, nunca terá a mesma força e significado da nossa palavrinha.
Talvez não exprima corretamente a imensa falta que sentimos de coisas ou pessoas queridas.
E é por isso que eu tenho mais saudades... Porque encontrei uma palavra para usar todas as vezes em que sinto este aperto no peito, meio nostálgico, meio gostoso, mas que funciona melhor do que um sinal vital quando se quer falar de vida e de sentimentos.
Ela é a prova inequívoca de que somos sensíveis!
De que amamos muito o que tivemos e lamentamos as coisas boas que perdemos ao longo da nossa existência...


(Clarice Lispector)

Texto 2:




Pode ser que um dia deixemos de nos falar...

Mas, enquanto houver amizade,

Faremos as pazes de novo.



Pode ser que um dia o tempo passe...

Mas se a amizade permanecer,

Um de outro se há de lembrar.



Pode ser que um dia nos afastemos...

Mas, se formos amigos de verdade,

A amizade nos reaproximará.



Pode ser que um dia não mais existamos...

Mas, se ainda sobrar amizade,

Nasceremos de novo, um para o outro.



Pode ser que um dia tudo acabe...

Mas com a amizade reconstruiremos tudo novamente,

Cada vez de forma diferente.

Sendo único e inesquecível cada momento

Que juntos viveremos e nos lembraremos para sempre.



Há duas formas para viver a sua vida:

Uma é acreditar que não existe milagre.

A outra é acreditar que todas as coisas são um milagre.


(Albert Eisntein)

sexta-feira, 27 de maio de 2011

Dirigindo!


           

           Adivinha quem está dirigindo o carro nessa foto??? CLARO que não sou eu, mas estou aprendendo a dirigir!! Com o objetivo de não tomar pau na auto-escola, eu comecei a aprender. Depois de um milhão de anos e meu pai me enrolando, finalmente saímos hoje para a nossa SEGUNDA aula. A nossa primeira aula foi em uma ruazinha pouco movimentada do bairro Cerâmica. Tive alguma dificuldade para controlar os pedais. Eu estava com o pé na embreagem e fui pisando aos poucos no acelerador, mas o carro não estava andando.
- Solta a embreagem e vai pisando no acelerador - meu pai
- Mas eu já estou fazendo isso e o carro NÃO está andando - eu  
       
          Então, num ato desesperado e impaciente, eu soltei de uma vez a embreagem e pisei no acelerador. ===>> Aproveito a oportunidade para frisar a IMPORTÂNCIA do cinto de segurança.
         Um pouco traumatizado por causa da nossa primeira aula, papai se rendeu hoje. Depois de sondarmos muito, descobrimos que o Estádio Municipal é um ótimo lugar para iniciantes na direção. De novo eu tive um pouco de dificuldade para conseguir controlar o pedal da embreagem e do acelerador para fazer o carro andar, porém não houve nenhuma arrancada. Depois de fazer o carro morrer umas 10 vezes por causa desse maldito controle de pedais, meu pai (sem paciência) me ensinou como fazer curvas, a frear e tentar não ficar "guiando" o carro na curva, pois o volante tende a voltar para o centro. Como já estava cansada e meu pai também, fomos para casa.
         Concluo que dirigir não é assim tão fácil quanto eu pensava, mas tenho certeza de que logo estarei dirigindo por aí!!
         


quinta-feira, 12 de maio de 2011

Aniversário!!!

          Hoje minha irmã completa 14 anos!! Ela estava extremamente animada, o único assunto no qual ela falava era o aniversário dela. Então, para homenageá-la, eu resolvi fazer um post. Dessa vez não houve nenhum bolo light, nem nenhuma tragédia com o desenformar do bolo, pois foi a minha mãe que fez. Amanhã, minha avó fará um bolo para ela também, ou seja, ela vai ganhar DOIS bolos e, eu confesso, minha avó cozinha maravilhosamente bem.
         Durante as aulas, eu me dei conta de que era eu quem estava fazendo 14 anos outro dia. Percebi que o tempo realmente não para. Assustei com o fato de que já estamos em MAIO de 2011, ano que vem o mundo acaba!!! 2012!! HAHAHAHA! Eu tinha que fazer essa piadinha, mas voltando ao objetivo desse post:                                  
               PARABÉNS VITÓRIA!!! s22

quarta-feira, 11 de maio de 2011

1%

Primeiramente gostaria de pedir desculpas pela longa ausência.
Ultimamente tenho andado distante, longínqua das coisas que podem não ser marcantes e revolucionárias para o mundo ou para a humanidade, mas que são de grande importância em caráter pessoal (poucos entenderão do que estou falando).
Durante meu período de reflexão e afastamento, tentei questionar as coisas grandes, pô-las a prova a fim de descobrir o verdadeiro significado da vida e da felicidade. Concluo que não são tais coisas que trazem a satisfação pessoal e nem a felicidade, mas sim as coisas simples e marcantes da vida que se unem em harmonia.
Certamente há questionamentos dentro de cada um de nós que, ao serem respondidos, geram mais dúvidas. Estas por sua vez podem vir a trazer angústia extrema, já que dificilmente são respondidas, mas como já foi dito por outrem em outras palavras, são as questões diversas que movem o mundo.
Meu conselho para lidar com as dúvidas interiores jamais será o isolamento. As vezes quando menos se espera a pessoa ao seu lado pode ser um auxílio, apoio e, principalmente, um amigo com o qual poderá dividir pensamentos e obter progressos. Lembre-se sempre: somos nós que cultivamos a própria felicidade.

P.S.: Provavelmente 1% dos que lerem esse post entenderão algo do que disse, mas o que importa para mim são justamente o entendimento desses 1%.

quinta-feira, 28 de abril de 2011

CAMPANHA!


Devido a reclamações feitas pelos leitores do blog, resolvi reivindicar mais posts de minha co-autora no blog. É gritante a diferença de quantos posts foram escritos por mim e quantos foram de autoria de Hanna. É verdade que ela sempre diz que não tem muitas idéias sobre o que escrever e que eu sou muito feliz escrevendo quase todos os dias, mas mesmo assim, pelo menos uma vez na semana queremos ler textos dela. Por isso, junte-se a minha campanha!! HANNA FAÇA MAIS POSTS!! :D

segunda-feira, 25 de abril de 2011

Feriado!

        Feriado... existe palavra mais legal? Talvez férias ou aposentadoria, mas feriado é a melhor no momento.  Depois de um semana de provas bimestrais, estudando Física e Matemática, o descanso veio em boa hora. Infelizmente, não fui viajar como a maioria, mas nem por isso meu feriado foi "paia", essa foi para você Luiz. HAHAHA! Aproveitei para dormir até mais  tarde, li bastante e assisti muitos filmes também.
        Assisti "O reino proibido". O filme conta a história de um menino que é transportado para o Oriente em tempos remotos. Ele é o guardião de um bastão e tem que entregá-lo para o seu verdadeiro dono. É divertido, Jet Li e Jackie Chan atuam no filme. Se você gosta de lutas marciais no estilo "O Tigre e o Dragão" está aí um bom filme, só que "O reino proibido" é um pouco mais,digamos "ocidentalizado".
        Normalmente, a continuação dos filmes decepciona, mas "Iron Man 2" é muito bom. No filme, Tony Stark admite ser o "Iron Man". Além de ficar mais famoso, ele descobre um grave problema de saúde. Não vou contar mais, pois não quero estragar contando o final. Só que no meio do enredo, ele descobre um novo elemento químico. NINJA! É só o que tenho a dizer sobre isso, a propósito essa foi para Hanna que adora dizer "ninja". Vejam o filme, é muito bacana.
       "O guia do mochileiro das galáxias" foi uma tragédia. Aluguei achando que estava levando para casa um filme legal de ficção científica, mas o filme é uma droga. Ele não faz o menor sentido. A história é a seguinte: a Terra vai ser destruída para ser construída uma via espacial.  Um cara é salvo por um alien da destruição, eles se metem em um monte de confusões e junto com o Presidente Galáctico vão em busca da resposta para o grande "mistério da vida". No fim, eles descobrem que os "ratos" estão por trás de tudo, aparentemente os roedores "encomendaram" o planeta Terra. Não dá pra você entender o filme porque as coisas, as pessoas, o enredo brotam do nada. Não segue uma linha, eu achei que foi um desperdício de dinheiro. :(
         Meu feriado foi bem proveitoso, apesar de não ter feito mais nada interessante. HAHAHA! Agora, a rotina recomeça! Ânimo, como diria o Buzz Lightyear : "Ao infinito e além!"


obs: não tem o menor sentido a frase do Buzz, mas eu estava com vontade pôr. :D hahaha

sexta-feira, 15 de abril de 2011

ERRATA

    Até os bons erram! HAHAHA! Até parece! Bom, mas o negócio é que eu esqueci de uma coisa super importante no post abaixo: "O amor é lindo!", não disse o blog da minha amiga Carol. Antes tarde do que nunca o link do blog é: http://parasemprecarpediem.blogspot.com/. Eu adoro esse blog. Ele é muito feliz igual ao meu e da Hanna. Então nossos fiéis seguidores, sigam o blog da Carol também!!

quinta-feira, 14 de abril de 2011

O amor é lindo!

                        O amor não tem barreiras até os dedos podem!! HAHAHA! Quem me ensinou essa "arte" SUPER legal foi minha amiga Caroline Bittencourt===>> minha parceira de aulas chatas, de brincadeirinhas e de idéias para novos posts.
      Bom,  acontece que antes de duas aulas insuportáveis de FÍSICA com nosso """"amado""""" professor Beiçola (HAHAHAHA, não podia perder a oportunidade de chamá-lo desse jeito), a Carol me conta que viu em um site essa idéia muuuito criativa. Aí resolvemos desenhar esse casalzinho pra podermos sobreviver à aula um pouco mais felizes. Deu certo! Desculpem a qualidade das imagens, mas eu só contava com a câmera VGA do meu celular na hora.
        Outra idéia legal é a do mini "hang loose". Se você tirar o dedão e encostá-lo no ouvido com o indicador e o médio ainda cruzados, vai virar um mini "me liga".

...

      Esta é a minha última carta endereçada a você. Não sei se você vai ler, é provável que não, mas considere isso que estou fazendo como se fosse um daqueles passos dos Alcoólicos Anônimos, eu preciso fazer isso pra poder, verdadeiramente, seguir em frente. 
       Eu te amei muito. Imensamente. Por mais cliché que seja, você foi meu primeiro amor. Eu sempre gostei de lembrar todas as nossas brincadeiras, conversas e aquelas coisas idiotas que todos os namorados fazem e que nós fazíamos também.  Confesso que me acostumei ter você ao meu lado, sempre ali. Quando acabou, meu mundo desabou. Parecia que eu era um balão voando sempre feliz pelo céu azul e, de repente, alguém me deu um tiro.
       Era estranho andar pelas ruas, ver alguém me olhando e instantaneamente pensar: Tenho namorado; mas aí eu me lembrava de que não mais. Senti falta do seu sorriso, da sua conversa, do seu olhar, de saber como você está, de simplesmente poder olhar pra você. Era horrível, eu juro que pensei um milhão de vezes em entrar num carro e nunca mais voltar. Decidi deixar as coisas como estavam: mal resolvidas e, chateada, “dar tempo ao tempo”.
        Com o andar dos meses, eu consegui não chorar mais todo dia, pensar em outras coisas. Lógico que por algum tempo, eu ainda tinha que me lembrar que tinha esquecido você. Escrevi mil cartas, infelizmente, num acesso de loucura joguei-as fora, mas você ainda era minha inspiração. Não só para os meus textos, mas me espelhei em seu comportamento para levar a vida adiante. Anos se passaram.
       Então, eu fiz uma coisa que precisava ter feito há tempos, mas que nunca tinha tido coragem e condições pra fazê-lo. Eu conversei com você, olhei nos seus olhos. Confesso que foi mais difícil do que eu imaginava; manter a compostura e não chorar era obrigatório, mas em inúmeros momentos quase não consegui. Mesmo tendo pensado, repensado, feito, refeito e ensaiado meu discurso, na hora não saiu nada daquilo que eu tinha planejado dizer.
        Apesar de ter sido uma droga, foi muito bom. No final, ainda que eu me sentisse a pessoa mais estúpida do mundo, eu tinha conseguido flutuar novamente. Finalmente adquiri a consciência de que assim como você, eu também tinha prosseguido. Eu me dei conta de que por mais difícil e deprimente que seja, o tempo anda, você cresce, sua mente muda, seus erros se transformam em acertos e a vida continua. No meu discurso, eu esqueci de dizer: obrigada por me ensinar, da maneira mais difícil, que o melhor é deixar de lado as utopias e aproveitar a vida. Carinhosamente,
                                                                                             ........

domingo, 10 de abril de 2011

Hanna


      Hoje navegando inutilmente pela Internet, adivinhem o que eu descobri? Que vão lançar um filme que se chama "Hanna". Exatamente o mesmo nome da minha co-autora, nem um "h" a mais ou um "n" a menos. Muito curiosa, fui pesquisar.
      O filme é dirigido por Joe Wright, mesmo diretor de "Orgulho e Preconceito"; no elenco está Cate Blanchett. Quem faz o papel de Hanna na trama é Saoirse Ronan que também tem 16 anos. Ela===> nasceu nos Estados Unidos e ganhou vários prêmios da crítica cinematográfica por suas atuações.
      
      O filme é sobre uma adolescente, Hanna, que foi treinada por seu pai (ex-agente da CIA) para ser uma assassina perfeita. Seu pai a envia em uma missão que põe em risco sua vida e daí o enredo se desenrola. 

       O trailer está em inglês, desculpe-me! Não consegui uma data precisa sobre o lançamento do filme no Brasil, mas espero que seja logo.
       Apesar de terem o mesmo nome e a mesma idade, aposto que vocês concordarão comigo que, depois de ver o trailer, dá para perceber que nossa Hanna não tem NADA a ver com a "Hanna" do filme.

Filha Agregada

Sábado eu fui abandonada pelos meus pais... :( HAHAHA! Não exatamente, eles viajaram para ver meu irmão. Então, Ana resolveu me seqüestrar. Não tive opção, ela é maior que eu!!! Brincadeirinha, ela resolveu me adotar temporariamente. Sábado pela manhã eu vim para o “covil da seqüestradora” (haha) a fim de perturbá-la mais um pouquinho. Depois do almoço fomos dar uma volta no Centro da cidade, tínhamos três objetivos: comprar uma escova de dente (esquecida em casa, pois o seqüestro foi relâmpago), comprar picolé e alugar um filme. Tudo estava bem até que do nada, a sandália arrebentou no meio da rua. Parecia que eu estava bêbada arrastando o pé direito. MICO! Ao voltarmos para casa, assistimos Titanic e comemos pipoca. De noite assistimos ao filme alugado mais cedo. Pra falar a verdade, não o vimos todo, já que estávamos morreeendo de sono. Confortável em um colchão de ar dormi na cama sob a da Ana. Pela manhã arremessei meu celular que estava debaixo do travesseiro, acordando a pobrezinha da Ana sonolenta - Foi mal! Fique com medo dela querer pular em cima de mim lá de cima, seria uma morte cruel, muito embora ela seja muito leve. Mas acredito que a gravidade agravaria as coisas, hehe. Tomamos banho e depois café da manhã - Uhmm, bolo de chocolate! Agora, cá estou ao lado de ANA escrevendo esse post. Após a publicação do mesmo, almoçaremos e terminaremos de ver o filme. That´s all folks!

quarta-feira, 6 de abril de 2011

Feirinha de Belo Horizonte



  

     A Feirinha de Belo Horizonte é a maior que eu conheço, na verdade o nome é Feira Hippie. Ela é montada todos os domingos na Av. Afonso Pena de manhã bem cedinho e vai até as 14:00. Eu simplesmente adooro passear e, principalmente, comprar. O que tem nessa feira? TUDO. Desde comida, roupas, sapatos, bijouterias, acessórios, bolsas, quadros, artigos de decoração, móveis, lembranças de BH até filhotes de cachorro. Por vender coisas super diversificadas e por ter preços bons, basta saber procurar, ela sempre está lotada. É meio insuportável andar com todas aquelas pessoas te empurrando e, de vez em quando, achar pessoas que precisam conhecer "Rexona: não te abandona!". Mas é preciso confessar que vale a pena. Sempre que vou à Belo Horizonte, eu faço o maior esforço pra chegar antes de domingo pra poder ir, mesmo que seja só pra olhar. Se um dia você visitar BH, eu recomendo dar uma passadinha lá.    

terça-feira, 5 de abril de 2011

Filmes!

      Assisti "Gnomeu e Julieta". O filme é sobre dois gnomos de jardins diferentes, o azul e o vermelho, que interpretam Romeu e Julieta. O filme é bonitinho, mas eu achei que poderia ser mais engraçado. A idéia é boa, mas faltou alguma coisa. Também vi "Os Delírios de Consumo de ===>
 Becky Bloom", esse eu gostei. É um filme pra mulheres sobre uma consumista super endividada, ela conhece um cara que trabalha numa revista sobre Economia e se apaixona por ele. O filme é ótimo, eu gostei bastante, enredo original.

quarta-feira, 30 de março de 2011

2014/2016

Um assunto bastante comentado atualmente é o fato de o Brasil ser sede da Copa do Mundo em 2014 e das Olimpíadas em 2016. O investimento de capitais públicos em reformas de estádios, reforço da segurança pública, manutenção de pontos turísticos etc. são necessários, já que a situação atual do país não é condizente para receber tais importantes eventos. Mas a questão é: Será bom para o Brasil ser sede de tais jogos?



Bem, de certa forma eu acredito que tanto a Copa quanto as Olimpíadas podem vir a criar benefícios econômicos e sociais em nossas vidas, muito embora seja de forma bastante indireta. O país sede de tais eventos, sem dúvida se torna mais visado internacionalmente e assim pode vir a ter seus laços econômicos e políticos com o exterior (principalmente com as grandes potências) ampliados e reforçados.



É certo que a recepção de grande número de turistas e o investimento de empresas transnacionais no Brasil, por exemplo, aumentarão significativamente os índices econômicos brasileiros. Além disso, a quantia de dinheiro que o governo desembolsa em investimentos no próprio país também é de grande valia. Mas tudo depende da forma de uso de tais capitais. Se estes forem aplicados nos bolsos de nossos queridos políticos, ajudará os mesmos a bancarem mais viagens para seus amigos, familiares, ou até mesmo pessoas quaisquer que considerarem importantes. Sem contar que podem ser usados para a compra de novas meias e cuecas de melhor qualidade que não deixem transparecer o fato de estarem cheias de dinheiro ao passarem nas alfândegas.



Como em tudo há um “porém”, se forem investidos corretamente, isto é, nas verdadeiras necessidades do país e do povo, haverá uma mudança positiva na qualidade de vida. A minha preocupação principal é se as melhorias nos sistemas coletivos perdurarão após essas datas de 2014 e 2016 ou se tudo voltará ao que é atualmente, isto é, às más condições de vida. Deve-se usar esses eventos como fundamento, como base para mudanças perduráveis, como se fossem uma espécie de revolução na qualidade de vida dos brasileiros. É necessário, além do bom investimento financeiro, o envolvimento da população, que, quando conscientizada, precisa manter a ordem e o respeito pelas muitas obras feitas na sociedade.

terça-feira, 29 de março de 2011

Livros

        Reli, pela terceira vez, Sherlock Holmes.Não sei quanto a vocês, mas adoro a perspicácia dele. É impressionante como em um simples detalhe ele consegue deduzir toda uma história, a personalidade de uma pessoa. Os métodos dele são impressionantes. Aposto que se fizessem uma série tipo CSI com ele, ia fazer um sucesso enorme. A propósito, vocês sabiam que o personagem “doctor House,” foi inspirado nele? “Holmes” vem de “home”, que significa “casa” igual à "House". Legal, né? Vi isso numa reportagem do canal UNIVERSAL, acho que era o diretor quem estava explicando.Também li Vinte Mil Léguas Submarinas de Júlio Verne. Esse é um dos meus autores favoritos. Ele antecipou a invenção de várias coisas; nessa obra, foi a invenção do submarino. Leiam, vocês vão gostar. Cinco semanas em um balão também é bom.

segunda-feira, 28 de março de 2011

Voltei

Após longos, árduos e sofridos 6 dias sem internet, eu estou de volta. Foi uma intensa batalha entre Velox e Hanna. Cada vez que eu ligava eles pediam mais 24h e foi assim por cerca de 144h. Hoje pela manhã o técnico FINALMENTE veio aqui em casa e viu que o problema era no modem. Teve que ir buscar um outro e só agora ele voltou e consertou o que quer que fosse o problema. Já tava na hora, né?! Bom, até que enfim... Agora estou contente novamente.

sexta-feira, 25 de março de 2011

Notícia ruim!

    Quem não odeia as empresas de Internet, telefone e telefone celular? "Aguarde um segundo, estarei transferindo a sua ligação" e depois dessa você passa uma hora no telefone e simplesmente a ligação "cai". E quando brotam aquelas contas GIGANTESCAS com mudanças de plano e ligações que você nem fez? Aí você vai na loja pra reclamar e eles dizem que não podem resolver seu problema, inventam um milhão de argumentos, colocam a culpa em você e, raramente, quando eles resolvem seu problema, o fazem como se estivessem fazendo um favor pra você.
     Bom, a minha co-autora do blog, infelizmente, está sofrendo nas mãos desse povo sem escrúpulos e sanguinário. MUAHAHAHA! BrInCaDeIRa!! Mas a Hanna está um tempo sem postar justamente porque ela está sem internet. Música fúnebre. Por favor, violino para a triste história.  Portanto, vocês terão que me aturar mais um pouco. :D Enquanto esperamos, aí vai uma imagem super FOFA *.* :
        Estou sem idéias sobre o que escrever, prometo que o próximo post vai ser mais interessante!!

quarta-feira, 23 de março de 2011

Guerra




     Guerra é um conflito entre grupos e pessoas que utilizam armas psicológicas, armas de fogo e bolinhas de papel. SIM!! BOLINHAS DE PAPEL!!!
     Esse tipo de guerra vem se tornando bastante comum na minha sala de aula! Apresentarei as mentes por trás desse conflito.

Essa pessoa com um chiclete na boca é a mente maligna por trás de tudo. Ela começou toda guerra. Em um belo dia, depois da aula de Sociologia, ela resolve atirar uma bolinha. Foi o estopim que os outros precisavam. O mais engraçado é que ela está sozinha, todos os outros atacam somente ela!! HAHAHA!! Se você tiver informações de onde se encontra essa pessoa por favor ligue para 0800 xxx, você pode salvar uma vida.  ====>>>Serial killer
Ele foi a primeira vítima. Só que ele revidou. Ele passa a maior parte do tempo com sua armadura intransponível: a mochila. O fato dele sentar tão perto de sua arqui rival me torna uma vítima, pois eu sento justamente no meio deles, e devo admitir que a serial não tem uma mira muito boa.
<<====
     Ele é a pessoa mais dissimulada de toda a batalha. Atingindo seus companheiros e fazendo-os achar que foi a serial killer. Ele se safa muitas vezes por sentar um pouco mais longe dela e por ter comparsas. O problema é que de vez em quando ele resolve me acertar.====>>>
    
 É triste dizer, mas eu não sou a única vítima nessas guerras. Minha <==== xará também é atingida de vez em quando.









No final, eles cansam, resolvem prestar atenção na aula e tudo fica em paz novamente.