quinta-feira, 28 de abril de 2011

CAMPANHA!


Devido a reclamações feitas pelos leitores do blog, resolvi reivindicar mais posts de minha co-autora no blog. É gritante a diferença de quantos posts foram escritos por mim e quantos foram de autoria de Hanna. É verdade que ela sempre diz que não tem muitas idéias sobre o que escrever e que eu sou muito feliz escrevendo quase todos os dias, mas mesmo assim, pelo menos uma vez na semana queremos ler textos dela. Por isso, junte-se a minha campanha!! HANNA FAÇA MAIS POSTS!! :D

segunda-feira, 25 de abril de 2011

Feriado!

        Feriado... existe palavra mais legal? Talvez férias ou aposentadoria, mas feriado é a melhor no momento.  Depois de um semana de provas bimestrais, estudando Física e Matemática, o descanso veio em boa hora. Infelizmente, não fui viajar como a maioria, mas nem por isso meu feriado foi "paia", essa foi para você Luiz. HAHAHA! Aproveitei para dormir até mais  tarde, li bastante e assisti muitos filmes também.
        Assisti "O reino proibido". O filme conta a história de um menino que é transportado para o Oriente em tempos remotos. Ele é o guardião de um bastão e tem que entregá-lo para o seu verdadeiro dono. É divertido, Jet Li e Jackie Chan atuam no filme. Se você gosta de lutas marciais no estilo "O Tigre e o Dragão" está aí um bom filme, só que "O reino proibido" é um pouco mais,digamos "ocidentalizado".
        Normalmente, a continuação dos filmes decepciona, mas "Iron Man 2" é muito bom. No filme, Tony Stark admite ser o "Iron Man". Além de ficar mais famoso, ele descobre um grave problema de saúde. Não vou contar mais, pois não quero estragar contando o final. Só que no meio do enredo, ele descobre um novo elemento químico. NINJA! É só o que tenho a dizer sobre isso, a propósito essa foi para Hanna que adora dizer "ninja". Vejam o filme, é muito bacana.
       "O guia do mochileiro das galáxias" foi uma tragédia. Aluguei achando que estava levando para casa um filme legal de ficção científica, mas o filme é uma droga. Ele não faz o menor sentido. A história é a seguinte: a Terra vai ser destruída para ser construída uma via espacial.  Um cara é salvo por um alien da destruição, eles se metem em um monte de confusões e junto com o Presidente Galáctico vão em busca da resposta para o grande "mistério da vida". No fim, eles descobrem que os "ratos" estão por trás de tudo, aparentemente os roedores "encomendaram" o planeta Terra. Não dá pra você entender o filme porque as coisas, as pessoas, o enredo brotam do nada. Não segue uma linha, eu achei que foi um desperdício de dinheiro. :(
         Meu feriado foi bem proveitoso, apesar de não ter feito mais nada interessante. HAHAHA! Agora, a rotina recomeça! Ânimo, como diria o Buzz Lightyear : "Ao infinito e além!"


obs: não tem o menor sentido a frase do Buzz, mas eu estava com vontade pôr. :D hahaha

sexta-feira, 15 de abril de 2011

ERRATA

    Até os bons erram! HAHAHA! Até parece! Bom, mas o negócio é que eu esqueci de uma coisa super importante no post abaixo: "O amor é lindo!", não disse o blog da minha amiga Carol. Antes tarde do que nunca o link do blog é: http://parasemprecarpediem.blogspot.com/. Eu adoro esse blog. Ele é muito feliz igual ao meu e da Hanna. Então nossos fiéis seguidores, sigam o blog da Carol também!!

quinta-feira, 14 de abril de 2011

O amor é lindo!

                        O amor não tem barreiras até os dedos podem!! HAHAHA! Quem me ensinou essa "arte" SUPER legal foi minha amiga Caroline Bittencourt===>> minha parceira de aulas chatas, de brincadeirinhas e de idéias para novos posts.
      Bom,  acontece que antes de duas aulas insuportáveis de FÍSICA com nosso """"amado""""" professor Beiçola (HAHAHAHA, não podia perder a oportunidade de chamá-lo desse jeito), a Carol me conta que viu em um site essa idéia muuuito criativa. Aí resolvemos desenhar esse casalzinho pra podermos sobreviver à aula um pouco mais felizes. Deu certo! Desculpem a qualidade das imagens, mas eu só contava com a câmera VGA do meu celular na hora.
        Outra idéia legal é a do mini "hang loose". Se você tirar o dedão e encostá-lo no ouvido com o indicador e o médio ainda cruzados, vai virar um mini "me liga".

...

      Esta é a minha última carta endereçada a você. Não sei se você vai ler, é provável que não, mas considere isso que estou fazendo como se fosse um daqueles passos dos Alcoólicos Anônimos, eu preciso fazer isso pra poder, verdadeiramente, seguir em frente. 
       Eu te amei muito. Imensamente. Por mais cliché que seja, você foi meu primeiro amor. Eu sempre gostei de lembrar todas as nossas brincadeiras, conversas e aquelas coisas idiotas que todos os namorados fazem e que nós fazíamos também.  Confesso que me acostumei ter você ao meu lado, sempre ali. Quando acabou, meu mundo desabou. Parecia que eu era um balão voando sempre feliz pelo céu azul e, de repente, alguém me deu um tiro.
       Era estranho andar pelas ruas, ver alguém me olhando e instantaneamente pensar: Tenho namorado; mas aí eu me lembrava de que não mais. Senti falta do seu sorriso, da sua conversa, do seu olhar, de saber como você está, de simplesmente poder olhar pra você. Era horrível, eu juro que pensei um milhão de vezes em entrar num carro e nunca mais voltar. Decidi deixar as coisas como estavam: mal resolvidas e, chateada, “dar tempo ao tempo”.
        Com o andar dos meses, eu consegui não chorar mais todo dia, pensar em outras coisas. Lógico que por algum tempo, eu ainda tinha que me lembrar que tinha esquecido você. Escrevi mil cartas, infelizmente, num acesso de loucura joguei-as fora, mas você ainda era minha inspiração. Não só para os meus textos, mas me espelhei em seu comportamento para levar a vida adiante. Anos se passaram.
       Então, eu fiz uma coisa que precisava ter feito há tempos, mas que nunca tinha tido coragem e condições pra fazê-lo. Eu conversei com você, olhei nos seus olhos. Confesso que foi mais difícil do que eu imaginava; manter a compostura e não chorar era obrigatório, mas em inúmeros momentos quase não consegui. Mesmo tendo pensado, repensado, feito, refeito e ensaiado meu discurso, na hora não saiu nada daquilo que eu tinha planejado dizer.
        Apesar de ter sido uma droga, foi muito bom. No final, ainda que eu me sentisse a pessoa mais estúpida do mundo, eu tinha conseguido flutuar novamente. Finalmente adquiri a consciência de que assim como você, eu também tinha prosseguido. Eu me dei conta de que por mais difícil e deprimente que seja, o tempo anda, você cresce, sua mente muda, seus erros se transformam em acertos e a vida continua. No meu discurso, eu esqueci de dizer: obrigada por me ensinar, da maneira mais difícil, que o melhor é deixar de lado as utopias e aproveitar a vida. Carinhosamente,
                                                                                             ........

domingo, 10 de abril de 2011

Hanna


      Hoje navegando inutilmente pela Internet, adivinhem o que eu descobri? Que vão lançar um filme que se chama "Hanna". Exatamente o mesmo nome da minha co-autora, nem um "h" a mais ou um "n" a menos. Muito curiosa, fui pesquisar.
      O filme é dirigido por Joe Wright, mesmo diretor de "Orgulho e Preconceito"; no elenco está Cate Blanchett. Quem faz o papel de Hanna na trama é Saoirse Ronan que também tem 16 anos. Ela===> nasceu nos Estados Unidos e ganhou vários prêmios da crítica cinematográfica por suas atuações.
      
      O filme é sobre uma adolescente, Hanna, que foi treinada por seu pai (ex-agente da CIA) para ser uma assassina perfeita. Seu pai a envia em uma missão que põe em risco sua vida e daí o enredo se desenrola. 

       O trailer está em inglês, desculpe-me! Não consegui uma data precisa sobre o lançamento do filme no Brasil, mas espero que seja logo.
       Apesar de terem o mesmo nome e a mesma idade, aposto que vocês concordarão comigo que, depois de ver o trailer, dá para perceber que nossa Hanna não tem NADA a ver com a "Hanna" do filme.

Filha Agregada

Sábado eu fui abandonada pelos meus pais... :( HAHAHA! Não exatamente, eles viajaram para ver meu irmão. Então, Ana resolveu me seqüestrar. Não tive opção, ela é maior que eu!!! Brincadeirinha, ela resolveu me adotar temporariamente. Sábado pela manhã eu vim para o “covil da seqüestradora” (haha) a fim de perturbá-la mais um pouquinho. Depois do almoço fomos dar uma volta no Centro da cidade, tínhamos três objetivos: comprar uma escova de dente (esquecida em casa, pois o seqüestro foi relâmpago), comprar picolé e alugar um filme. Tudo estava bem até que do nada, a sandália arrebentou no meio da rua. Parecia que eu estava bêbada arrastando o pé direito. MICO! Ao voltarmos para casa, assistimos Titanic e comemos pipoca. De noite assistimos ao filme alugado mais cedo. Pra falar a verdade, não o vimos todo, já que estávamos morreeendo de sono. Confortável em um colchão de ar dormi na cama sob a da Ana. Pela manhã arremessei meu celular que estava debaixo do travesseiro, acordando a pobrezinha da Ana sonolenta - Foi mal! Fique com medo dela querer pular em cima de mim lá de cima, seria uma morte cruel, muito embora ela seja muito leve. Mas acredito que a gravidade agravaria as coisas, hehe. Tomamos banho e depois café da manhã - Uhmm, bolo de chocolate! Agora, cá estou ao lado de ANA escrevendo esse post. Após a publicação do mesmo, almoçaremos e terminaremos de ver o filme. That´s all folks!

quarta-feira, 6 de abril de 2011

Feirinha de Belo Horizonte



  

     A Feirinha de Belo Horizonte é a maior que eu conheço, na verdade o nome é Feira Hippie. Ela é montada todos os domingos na Av. Afonso Pena de manhã bem cedinho e vai até as 14:00. Eu simplesmente adooro passear e, principalmente, comprar. O que tem nessa feira? TUDO. Desde comida, roupas, sapatos, bijouterias, acessórios, bolsas, quadros, artigos de decoração, móveis, lembranças de BH até filhotes de cachorro. Por vender coisas super diversificadas e por ter preços bons, basta saber procurar, ela sempre está lotada. É meio insuportável andar com todas aquelas pessoas te empurrando e, de vez em quando, achar pessoas que precisam conhecer "Rexona: não te abandona!". Mas é preciso confessar que vale a pena. Sempre que vou à Belo Horizonte, eu faço o maior esforço pra chegar antes de domingo pra poder ir, mesmo que seja só pra olhar. Se um dia você visitar BH, eu recomendo dar uma passadinha lá.    

terça-feira, 5 de abril de 2011

Filmes!

      Assisti "Gnomeu e Julieta". O filme é sobre dois gnomos de jardins diferentes, o azul e o vermelho, que interpretam Romeu e Julieta. O filme é bonitinho, mas eu achei que poderia ser mais engraçado. A idéia é boa, mas faltou alguma coisa. Também vi "Os Delírios de Consumo de ===>
 Becky Bloom", esse eu gostei. É um filme pra mulheres sobre uma consumista super endividada, ela conhece um cara que trabalha numa revista sobre Economia e se apaixona por ele. O filme é ótimo, eu gostei bastante, enredo original.